Inventário e ITCMD: Como Lidar com Heranças e Impostos de Forma Legal

Descubra Passo a Passo Como Realizar um Inventário e Pagar o ITCMD Corretamente, Evitando Problemas Futuros

Quando uma pessoa querida nos deixa, uma série de questões legais e tributárias surgem, dentre elas, a necessidade de realização do inventário e a obrigação de pagar o Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação (ITCMD).

Este artigo vai aprofundar o entendimento sobre o que é o inventário, como ele se relaciona com o ITCMD e como lidar com essas questões de maneira tranquila e legal.

O Conceito de Inventário:

O inventário é um processo legal pelo qual os bens, direitos e dívidas de uma pessoa falecida são inventariados, ou seja, listados, avaliados e distribuídos entre os herdeiros, de acordo com a lei. Esse procedimento é fundamental para regularizar a situação patrimonial do falecido e transferir os bens de forma adequada.

O Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação (ITCMD):

O ITCMD é um tributo estadual que incide sobre a transmissão de bens e direitos por herança (causa mortis) ou por doação. Cada estado brasileiro possui sua própria legislação referente ao ITCMD, com alíquotas e regras específicas.

A Base de Cálculo do ITCMD:

A base de cálculo do ITCMD é o valor dos bens ou direitos transmitidos. Para imóveis, como casas e terrenos, a base de cálculo geralmente é o valor venal do imóvel, que corresponde ao valor de mercado na data da transmissão. No caso de bens móveis e direitos, também se utiliza o valor de mercado na data da transmissão.

A Importância da Correta Base de Cálculo:

A escolha correta da base de cálculo do ITCMD é essencial para evitar problemas futuros. Em alguns estados, como São Paulo, houve debates sobre a base de cálculo do ITCMD de imóveis urbanos. A legislação estabelece que a base de cálculo não pode ser inferior ao valor referente ao lançamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Entretanto, um decreto estadual introduziu o uso do “valor venal de referência do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) utilizado pelo Município” como base de cálculo, gerando disputas legais sobre sua legalidade.

Como Evitar Problemas com o ITCMD e o Inventário:

Para evitar problemas relacionados ao ITCMD e ao inventário, é importante seguir algumas diretrizes:

  1. Conheça a Legislação: Familiarize-se com a legislação estadual que regula o ITCMD em seu estado, uma vez que as regras podem variar consideravelmente.
  2. Consulte um Advogado Especializado: Busque orientação de um advogado especializado em direito sucessório e tributário para receber informações precisas e atualizadas.
  3. Avaliação Adequada dos Bens: Garanta que a avaliação dos bens transmitidos esteja em conformidade com o valor de mercado na data da transmissão.
  4. Respeite os Prazos: Cumpra rigorosamente os prazos estipulados para a realização do inventário e o pagamento do ITCMD.
  5. Mantenha Registros Detalhados: Mantenha registros completos de todas as transações e documentos relacionados ao inventário e ao pagamento do ITCMD.

Ação de Repetição de Indébito Tributário:

Caso você tenha pago o ITCMD com base em uma avaliação indevida, existe a possibilidade de recuperar o valor pago a mais por meio de uma ação de repetição de indébito tributário. Isso significa que você pode buscar a restituição dos valores pagos indevidamente ao Fisco.

É importante contar com o auxílio de um advogado especializado para iniciar esse processo e garantir que todos os requisitos legais sejam cumpridos.

Mandado de Segurança para Correção da Base de Cálculo:

Se você identificar que o valor da base de cálculo utilizado para o ITCMD está incorreto, é possível buscar um mandado de segurança para que a correção seja realizada de acordo com a legislação vigente. O mandado de segurança é uma medida judicial que visa proteger seus direitos e garantir o cumprimento da lei.

Um advogado qualificado pode auxiliá-lo na obtenção do mandado de segurança, assegurando que o pagamento do ITCMD seja feito sobre a base de cálculo correta.

Conclusão:

Lidar com as questões de inventário e ITCMD pode ser complexo, mas com conhecimento adequado e assistência profissional, você pode garantir que a transmissão de bens e direitos seja realizada em conformidade com a lei e sem preocupações futuras. Se você estiver enfrentando esse processo, não hesite em buscar o auxílio de profissionais qualificados para orientá-lo durante todo o procedimento.

Além disso, lembre-se de que existem recursos legais, como a ação de repetição de indébito tributário e o mandado de segurança, que podem ser utilizados para corrigir possíveis erros relacionados ao ITCMD.

Tem dúvida sobre inventário e/ou ITCMD? Não deixe de entrar em contato conosco!

Entre Em Contato!
Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

É possível inventariar a posse de um imóvel?

Descomplicando a Regularização de Imóveis: Alternativas ao Inventário Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Kainã Ragozzino | Advogado (@kaiadvogado) A regularização de imóveis após o falecimento de um parente pode ser um processo complexo e...

Companheiro de união estável tem direito à herança?

Direitos do companheiro na união estável em relação à herança e meação Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Kainã Ragozzino | Advogado (@kaiadvogado) A união estável é uma forma de convivência afetiva reconhecida pelo ordenamento jurídico...

Divórcio : Herança Partilha de Bens

Herança e Doação: Como Esses Bens Podem Afetar a Divisão de Patrimônio em Casos de Divórcio Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Kainã Ragozzino | Advogado (@kaiadvogado) Ao considerarmos o cenário de um divórcio, muitas vezes a preocupação com...

Renunciar a Herança

Renúncia de Herança: Considerações e Alternativas Legais Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Kainã Ragozzino | Advogado (@kaiadvogado) A herança é um tema complexo e muitas vezes delicado, especialmente quando se trata da renúncia dos direitos...

Quem Tem Direito à Herança do Falecido?

Direitos de Herança: Entendendo Quem São os Beneficiários Legítimos A herança é um direito garantido por lei a todos os indivíduos que são considerados herdeiros legítimos de uma pessoa falecida. No Brasil, o direito à herança é regulamentado pelo Código Civil, que...
Falar Com Advogado Especialista
Podemos Ajudar?
CBR Sociedade De Advogados: Olá 👋
Podemos Ajudar?